Ato pede conscientização e reúne famílias vítimas do trânsito

0
89

Cerca de 350 pessoas, de acordo com os organizadores, familiares e amigos de vítimas fatais no trânsito de Sinop, fizeram a 1ª Caminhada Pela Vida, iniciado na praça da Bíblia, passando pelas Avenidas Júlio Campos, Itaúbas e Figueiras, até chegar na Câmara de Vereadores. Nas mãos, eles levavam faixas, balões brancos e fotos dos falecidos. O objetivo do evento realizado na segunda-feira foi clamar por mais prudência aos motoristas, motoqueiros, ciclistas e pedestres. 

Em seu destino final, o poder legislativo municipal, onde estava ocorrendo a sessão, os manifestantes entregaram um documento com sugestões de melhorias.

De acordo com o levantamento apresentado pelos organizadores do movimento, em 2015 50 pessoas foram vítimas fatais de acidentes em Sinop. Já no ano passado, o número aumentou para 54. E nesse ano, de janeiro até agora, 19 pessoas faleceram em decorrência de acidentes no trânsito sinopense.

“Pedimos que, se possível, nossos pedidos sejam estudados por um especialista em trânsito. Esperamos que ele também aponte as melhorias necessárias. Nós não queremos mais famílias chorando por entes queridos vítimas de acidente de trânsito”, disse Claudionor dos Santos, um dos organizadores do manifesto.

Durante seu discurso emocionado na tribuna da câmara, Claudionor questionou os vereadores o valor de uma vida. “A vida de uma pessoa não tem preço, então não economizemos em medidas de proteção”, discursou.

Um dos pedidos dos familiares é um olhar mais crítico para a BR-163, no perímetro urbano. Pedem ainda que o Plano Diretor do município seja aplicado com algumas ações que possam proporcionar uma melhor mobilidade urbana mediante o desaforamento dos fluxos de algumas vias. Outro pedido é para realizar  fiscalizações na adequação das calçadas no centro e nos bairros, possibilitando a acessibilidade dos pedestres com necessidades especiais.

A Câmara de Sinop vai debater com a prefeitura medidas que possam melhorar o trânsito. Parlamentares aproveitaram o manifesto para ressaltar projetos de lei já protocolados na Casa que pede melhoria de trechos no trânsito da cidade. 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA