Bandido de alta periculosidade é morto pela Polícia

0
411

Um criminoso de alta periculosidade morreu depois de ser baleado na cabeça durante troca de tiros com policiais da Gerência de Operações Especiais (GOE) e da Polícia Militar. Ewerton Gustavo Rondon Carvalho, de 23 Anos, conhecido como Cabeção, foi baleado durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão de tráfico de drogas na região do bairro Santa Izabel, em Cuiabá, na Operação Bairro Seguro, na manhã de sexta-feira (17).

Depois, ele foi levado para o Hospital e Pronto Socorro Municipal de Cuiabá pelo Samu, onde não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo por volta das 17 horas. Conforme informações da Polícia Judiciária Civil, a Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção e Pessoa (DHPP) instaurou inquérito policial para apurar a morte ocorrida no exercício do cumprimento do dever legal por parte dos policiais.

Durante a operação, ao chegarem na casa para cumprirem os mandados, os policiais foram recebidos a balas por Cabeção e também por seu irmão, João Vitor Rondon Carvalho, de 21 anos, que acabou preso. Entre os crimes que estavam sendo procurados está o de latrocínio (roubo seguido de morte) de dois empresários, em Várzea Grande. De acordo com informações da Polícia, Cabeção era um bandido de alta periculosidade, assim como seu irmão, tanto que, anteriormente, eles tinham trocado tiros com policiais militares durante outra busca . Seu irmão já esteve preso por porte ilegal de arma de fogo.

Nota:

A Polícia Judiciária Civil informou em nota que as buscas eram realizadas por uma equipe da Gerência de Operações Especiais (GOE) e da Polícia Militar, em um conjunto de três casas no bairro Santa Isabel. Quando realizam as buscas na residência da frente, ouviram barulho no forro e foram fazer a retaguarda do lado de fora da casa, avistando o suspeito em cima do telhado com uma pistola 7.65 em mãos.

O investigador do GOE e o tenente da PM verbalizaram para o suspeito baixar a arma para se entregar, quando ele apontou a pistola em direção aos policiais e nesse instante o investigador efetuou dois disparos, sendo um deles atingindo o suspeito, que, na sequência, caiu no chão do banheiro externo da casa.

A Perícia Oficial e Identificação Técnica foi acionada para realizar perícia no local. A pistola 7.65 com 5 munições do mesmo calibre que o suspeito portava foi apreendida e dentro da casa encontrado um simulacro de arma de fogo, três porções de maconha, 1 tablet e 1 celular.

O irmão foi conduzido a Delegacia Repressão a Entorpecentes e respondeu termo circunstanciado de ocorrência, por posse de entorpecente para uso.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA