Brasil: é preciso cortar na própria carne

0
150
Fernando Roberto Souza/Divulgação.

É incrível a capacidade que o Brasil tem em matéria de superar os seus vergonhosos recordes em matéria de corrupção. O escândalo que veio a tona graças a Operação “Carne Fraca” da Polícia Federal comprova tal afirmação. Como se não bastasse o fato de envolver questões de saúde pública que afetam toda a população do Brasil o caso tragou para o olho do furacão parte da cúpula do governo federal.

Além de envolver a figura do ministro da Agricultura, até o momento tido como uma “ ilha” dentro do mar de lama que tem sido o atual governo, trouxe para o centro da discussão importante setor da economia do Brasil.

Os reflexos já começaram a ser sentidos por meio do fechamento de importantes mercados consumidores de nossa carne. E isso é só o começo do que espera a já combalida economia brasileira.

No momento em que o agronegócio é tido como a panaceia, a menina dos olhos de nossa economia surgem suspeitas de que o setor tão forte e articulado também não se furta a utilizar-se do PROPINODUTO que infelizmente é prática corrente até mesmo entre o setor público e privado.

Chama atenção é que esse setor é dono de um discurso que prega a EFICIÊNCIA E A ÉTICA nos negócios e hoje assistimos a esse festival de LAMA demonstrando que nem mesmo os “ meninos do agronegócio” estão imunes ao pagamento de propina.

Outra questão que cerca esse escândalo é o fato de envolver lideranças do setor. Ministros e parlamentares que compõem a bancada do agronegócio estão envolvidos nessa sórdida trama em que não se poupou nem mesmo a merenda fornecida as crianças em escolas públicas.

O chamado CAPITALISMO DE LAÇOS existente no Brasil cada vez mais mostra uma face perversa e promiscua quando interesses particulares se sobrepõe e em muito os interesses público.

Toda essa corrupção que está incrustrada na Administração pública aliada a práticas nada éticas de importantes setores da iniciativa privada só vem a minar mais ainda a credibilidade das instituições junto ao povo. A cada escândalo revelado o fosso entre o povo e seus representantes aumenta e muito. Difícil crer que dos atuais representantes tenha alguém com autoridade moral e coragem para alterar o jogo de cartas marcadas que é jogado atualmente na politica nacional.

Acreditar em figuras como Blairo Maggi que até hoje não teve a OMBRIDADE de explicar a população de Mato Grosso o seu real papel no SAQUE que realizaram os QUADRILHEIROS travestidos de Agentes públicos que tomaram conta da Administração do estado de Mato Grosso. Afinal de contas Silval Barbosa era vice de Maggi e foi ungido por ele. Em quem acreditar em 2018? Quando 90% da classe politica está envolvida em algum tipo de tramoia.

O Brasil precisa de coragem para por fim a essa ORGIA imensa com a coisa Pública. Não dá mais para ficarmos felizes com o titulo de uma república de CLEPTOCRATAS. Onde receber CAIXA 2 e PAGAR PROPINA é visto até por Ministros da Suprema Corte como algo normal.

Precisamos CORTAR NA CARNE para extirparmos todos os males da corrupção que teimam em vingar em nosso meio.

FERNANDO ROBERTO SOUZA SANTOS ADVOGADO, HISTORIADOR, MESTRE EM POLÍTICA SOCIAL PELO PPGPS/UFMT. E-mail; fernandorobertosouzasantos@gmail.com                                                                 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA