Dinheiro para a saúde nos municípios sairá dos poderes, aponta Botelho

0
88
Entrada principal da Assembleia Legislativa de Mato Grosso. Foto: UM Siqueira/ALMT

Os prefeitos de Mato Grosso pressionaram e ganharam a primeira parte da batalha sobre como ter dinheiro para a saúde em seus municípios. A verba virá do corte dos poderes.

“Não vamos mexer com a questão dos municípios. Vamos direcionar parte dos recursos para a Saúde dos Fethab 1 e 2 (commodities e diesel) dos poderes e do estado, sem mexer com o Fethab dos municípios”, avisou o deputado.  Esse foi o consenso tirado da reunião do governador Pedro Taques (PSDB) com deputados e prefeitos no Palácio Paiaguás na terça-feira (29-5), de acordo com o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (PSB).

Uma comissão especial, formada por seis deputados e seis prefeitos vão se reunir com a equipe econômica do governo para definir repasses do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) e outras soluções para a saúde. O que o grupo concluir será encaminhado para uma reunião com o governador, dia 12 de junho, na sede do governo.

“O governo do Estado sozinho não conseguirá resolver o problema da saúde, problema que se arrasta há anos e precisa de uma solução definitiva. Precisamos estar juntos. Resolver o problema da saúde passou a ser a prioridade do nosso governo”, afirmou o governador.

“Precisamos encontrar uma saída para resolver a questão da saúde porque não podemos mais aceitar pessoas morrendo, hospitais fechados, PSFs sem medicamentos e ambulâncias quebradas. Esse caos que se instalou na área da saúde pública”, disse Neurilan, ao confirmar a participação na comissão especial e afirmar que os prefeitos são parceiros do Governo do Estado. (Com informações da Assessoria ALMT e GCom-MT)

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA