Para ministro Fux, delação de Silval é ‘monstruosa’

Rogério Florentino/OD

O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse nesta quarta-feira (2/7) que ainda não homologou a delação premiada do ex-governador de Mato Grosso Silval Barbosa (PMDB), mas adiantou que ela é “monstruosa”. As informações são do Estadão Conteúdo, versão online do jornal “O Estado de S. Paulo”.

“Essa é monstruosa, depois da Lava Jato é a maior operação. Silval trouxe material, mas não foi homologada ainda”, disse o ministro a jornalistas, ao chegar para a sessão plenária do STF desta quarta-feira.

Silval confirmou várias situações de corrupção dele e da cúpula do seu governo à juíza Selma Arruda nas duas últimas semanas, na investigação da Operação Sodoma, deflagrada há dois anos e que o levou à prisão. Uma delas inclui o pagamento pela sua gestão do valor em propina de R$ 15,8 milhões do total de R$ 31,75 milhões  por desapropriação de uma área de 97 hectares em Cuiabá.

Parte do dinheiro foi distribuído ao seus ex-secretários Marcel de Cursi (Fazenda), Pedro Nadaf  (Casa Civil) e oitros servidores. A repartição dos recursos foi precedida de lavagem de dinheiro. Silval está com prisão domiciliar com monitoramento de tornezeleira .

Procurada pela reportagem, a defesa do ex-governador informou que não iria comentar.

 

 

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA