Sinop – Projeto de emenda AVI do executivo é rejeitado pela Câmara em 2º e última votação

Esta já é a terceira semana em que o assunto toma conta das sessões parlamentares da Câmara de Sinop (503 Km ao Norte de Cuiabá). Desde a primeira votação que criou a gratificação, substituindo horas extras de servidores públicos pela bonificação, a bancada de oposição alega que o projeto é inconstitucional. Mesmo assim, a prefeita saiu vitoriosa conseguindo a aprovação.

Já na sessão desta segunda (04), o executivo amargou a derrota com a tentativa de retirar os motoristas da educação desta gratificação. A prefeita Rosana Martinelli conseguiu manter o apoio apenas dos vereadores Joaninha (PMDB), Maria José da Saúde (PMDB) e a líder da prefeita na Casa, Professora Branca (PR).

A surpresa ficou por conta do vereador vice-líder da prefeita, Hedvaldo Costa (PR), que em um tom bastante agressivo, reprovou o projeto e criticou duramente o secretariado de Martinelli.

“Esse povo que acha que porque tem um cargo está com o rei na barriga e que não pode sequer atender um telefonema é um absurdo. Nós somos representantes do povo, não podemos aceitar isso”, esbravejou em plenário.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA