STJ mantém Permínio preso

0
267
Foto: José Medeiros/GCom MT.

O ministro Nefi Cordeiro, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou mais um pedido de liberdade para o ex-secretário de Estado de Educação, Permínio Pinto (PSDB). Preso por conta da operação “Rêmora”, que investiga desvios de recursos da pasta no ano de 2015, o tucano poderá recorrer a mais alta corte da Justiça brasileira, o Supremo Tribunal Federal (STF), ou aguardar julgamento do mérito do pedido de Habeas Corpus.

A decisão do ministro foi proferida nessa sexta-feira (21) diante de um pedido de HC apresentado pela defesa. Os motivos que levaram a não concessão da liminar ainda não foram divulgados.

De acordo com o Ministério Público, há indícios de que o ex-secretário de Educação esteve em reunião com o operador da propina Giovane Belatto Guizardi no “Quartel General” do Crime Organizado antes das reuniões ocorridas entres os empresários denunciados em que ocorreram a distribuição das obras da Seduc que sequer estavam publicadas.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA