mais
    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    HomePolíticaAtlas aponta ampla rejeição popular à equiparação de aborto pós-estupro a homicídio;...

    Atlas aponta ampla rejeição popular à equiparação de aborto pós-estupro a homicídio; veja os números – Política – CartaCapital

    PUBLICAÇÃO

    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    - Publicidade -

    Uma pesquisa AtlasIntel/CNN divulgada no sábado 22 aponta que para 70,8% dos brasileiros uma mulher que passou por aborto após a 22ª semana de gestação em caso de estupro não deve responder por homicídio.

    Do total, 39,9% responderam que não deve haver a equiparação do aborto ao homicídio em casos de estupro ou de risco à vida da gestante. Para outros 30,9%, as práticas não devem ser equiparadas em qualquer circunstância.

    Por outro lado, 29,1% entendem que uma mulher que aborta após a 22ª semana deve responder por homicídio mesmo se ela for vítima de estupro ou correr risco de morte.

    Dos entrevistados, 92,1% disseram ter conhecimento do PL 1904/2024, em tramitação na Câmara dos Deputados. A proposta equivale ao crime de homicídio o aborto depois de 22 semanas em casos de estupro.

    Na prática, o PL prevê que a pena para a mulher que interromper a gravidez seja mais dura que aquela a ser imposta ao homem que a estuprou.

    Na semana passada, a partir de uma manobra do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), os deputados aprovaram a tramitação da matéria em regime de urgência. Com isso, ela poderia ir direto ao plenário, sem passar por comissões.

    Após uma ampla reação popular contra o PL, no entanto, Lira pisou no freio e anunciou, na última terça 18, a criação de uma “comissão representativa” para debater o tema no segundo semestre. Ou seja, ele não descartou o projeto, mas atrasou a tramitação.

    O AtlasIntel ouviu 2.690 brasileiros entre 17 e 19 de junho de 2024, por meio da metodologia ARD, em que os entrevistados são recrutados de forma orgânica durante a navegação na internet. A margem de erro é de dois pontos percentuais, com um nível de confiança de 95%.



    Informações são do site Carta Capital, Clique aqui

    MAIS RECENTES

    Greve do INSS continua após reunião frustrada entre servidores e governo

    O sindicato que representa os servidores do INSS afirmou que a greve que...

    Naufrágio na Mauritânia deixa 165 migrantes desaparecidos – Mundo – CartaCapital

    Pelo menos 165 migrantes ainda estavam desaparecidos nesta quarta-feira 24 após o naufrágio...

    Meta exclui 63 mil contas do Instagram na Nigéria por extorsão sexual – Tecnologia – CartaCapital

    A Meta anunciou na quarta-feira a eliminação de 63.000 contas do Instagram na...

    Mais Notícias

    Greve do INSS continua após reunião frustrada entre servidores e governo

    O sindicato que representa os servidores do INSS afirmou que a greve que...

    Naufrágio na Mauritânia deixa 165 migrantes desaparecidos – Mundo – CartaCapital

    Pelo menos 165 migrantes ainda estavam desaparecidos nesta quarta-feira 24 após o naufrágio...