mais
    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    HomePolíticaHaddad diz que economia brasileira se deteriorou a partir da reeleição de...

    Haddad diz que economia brasileira se deteriorou a partir da reeleição de Dilma Rousseff

    PUBLICAÇÃO

    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    - Publicidade -



    O ministro Fernando Haddad, da Fazenda, afirmou que houve uma “irresponsabilidade fiscal com baixíssimo crescimento” após a reeleição da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) em 2014 com posse em 2015, e que foi impedida de continuar no cargo após o impeachment no ano seguinte.

    A fala foi dada em um podcast publicado neste
    final de semana em que participou com os senadores Jorge Kajuru (PSB-GO) e
    Leila Barros (PSB-GO), e que afirmou também que houve, desde então, um
    desentendimento entre os Poderes da República até a eleição de 2022.

    “A única forma do Brasil dar certo é virar uma
    página que foi escrita durante 10 anos. Ao longo de 10 anos, eu diria que desde
    2015, depois da reeleição da Dilma Rousseff, os Poderes se desentenderam
    completamente, até 2022, que foi uma eleição muito conturbada, com uma série de
    medidas que desorganizaram as finanças públicas. Nós tivemos 10 anos de
    irresponsabilidade fiscal com baixíssimo crescimento, o gasto não produziu os
    efeitos pretendidos”, disparou.

    Haddad classificou o período como uma “confusão” e que houve “um erro” da classe política e das elites intelectual e econômica do país. “Tem que prestar conta desses 10 anos, e a melhor maneira de fazer é reorganizar, é reconstruir o Brasil”, completou.

    O ministro reconheceu os desafios políticos e os interesses que conflitam na tramitação das leis no Congresso, destacando que precisa haver uma compreensão do risco e da oportunidade que o Brasil enfrenta neste momento.

    “Entendo que não dá para ser à vista: tem
    constrangimentos políticos, grupos de interesse, grupos de pressão, interesses
    que são legítimos,  interesses que não
    são tão legítimos, que se fazem presentes na tramitação das leis”, pontuou.

    Em relação à relação entre o Executivo e o
    Legislativo, bem como o governo federal com o Banco Central, Haddad afirmou que
    há desafios, mas expressou otimismo quanto ao médio e longo prazo, que prometem
    ser positivos para o país, desde que tudo corra bem.

    O ministro também alertou para o risco do que chamou de “patrimonialismo verde” no processo de transição para energias limpas, onde os interesses público e privado podem se confundir. Essa é uma questão que merece atenção para garantir um desenvolvimento sustentável e equitativo, afirmou.



    Source link

    MAIS RECENTES

    Espanha anuncia retirada da embaixadora da Argentina após ofensas de Milei – Mundo – CartaCapital

    O governo da Espanha anunciou que retirou a sua embaixadora da Argentina. A...

    Ainda bem que a Boeing teve desastre e não quis mais a Embraer

    Ao falar durante reunião para anúncios referentes ao setor da indústria do aço,...

    Desenrola Brasil tem prazo de adesão prorrogado por mais 60 dias – CartaCapital

    As pessoas com renda de até dois salários mínimos ou inscritas no Cadastro...

    Mais Notícias

    Espanha anuncia retirada da embaixadora da Argentina após ofensas de Milei – Mundo – CartaCapital

    O governo da Espanha anunciou que retirou a sua embaixadora da Argentina. A...

    Ainda bem que a Boeing teve desastre e não quis mais a Embraer

    Ao falar durante reunião para anúncios referentes ao setor da indústria do aço,...