mais
    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    HomePolíticaHaddad pode suceder Lula em 2030, diz Edinho Silva sobre futuro do...

    Haddad pode suceder Lula em 2030, diz Edinho Silva sobre futuro do PT

    PUBLICAÇÃO

    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    - Publicidade -


    Edinho Silva
    Prefeito de Araraquara aliado de Lula afirma que atual ministro da Fazenda é o nome mais importante para suceder o presidente.| Foto: Wilson Dias/Agência Brasil / arquivo

    O prefeito de Araraquara (SP), Edinho Silva, cotado para assumir o comando do PT a partir do fim do ano, expressou a necessidade do partido resolver as divergências internas e se unir em torno da construção de um sucessor para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

    Edinho afirma que é fundamental o partido reconhecer a força de Bolsonaro e se prepare para garantir a continuidade do projeto político do PT após Lula. Para ele, “Lula é maior que o PT”, afirmou em entrevista à CNN Brasil neste fim de semana ressaltando também a importância de consolidar um legado que perdure além da atuação do presidente.

    Edinho defende que Lula dispute a reeleição em
    2026 e deixe o debate sobre a sucessão para o futuro, mas vê que o candidato
    natural em 2030 deve ser Fernando Haddad, atual ministro da Fazenda.

    “Haddad foi nosso candidato a presidente em 2018, no pior momento da história do partido. Ele esteve lá e representou o projeto. Então, naturalmente, em qualquer circunstância, o Haddad no pós-Lula é candidato. Que ninguém tenha dúvida disso. Ele já foi, teve mais de 40 milhões de votos. Então, não tem ninguém hoje mais preparado para o pós-Lula que o Haddad”, pontuou.

    O prefeito de Araraquara enfatizou que, até o
    momento da escolha do sucessor de Lula, é crucial que o PT dê suporte a Haddad.
    Para ele, “não existe na história um governo que vá bem se o ministro da
    Fazenda for mal”.

    Edinho destacou a importância da união do
    partido diante da força do ex-presidente e reconhece a liderança popular de
    Bolsonaro para os desafios que isso representa. “Ele tirou a tampa de uma
    panela em fervura. E essa tampa talvez nunca mais seja recolocada”, disse.

    Sobre as especulações em torno de sua possível candidatura à presidência do PT, Edinho afirmou que o processo será conduzido por Gleisi Hoffmann, presidente do partido. “Eu nunca me coloquei como candidato a presidente do PT”, esclareceu.



    Source link

    MAIS RECENTES

    Dilma nega que recurso para o RS seja da época do governo Bolsonaro

    A presidente do Novo Banco de Desenvolvimento (NDB), o chamado "Banco dos Brics",...

    Homens armados matam quase 40 pessoas no centro da Nigéria – Mundo – CartaCapital

    Homens armados a bordo de motos mataram quase 40 pessoas em um ataque...

    Mais Notícias

    Dilma nega que recurso para o RS seja da época do governo Bolsonaro

    A presidente do Novo Banco de Desenvolvimento (NDB), o chamado "Banco dos Brics",...

    Homens armados matam quase 40 pessoas no centro da Nigéria – Mundo – CartaCapital

    Homens armados a bordo de motos mataram quase 40 pessoas em um ataque...