mais
    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    HomePolíticaNunes Marques segue relator e STF vai a 10 a 0 para...

    Nunes Marques segue relator e STF vai a 10 a 0 para rejeitar “poder moderador” das Forças Armadas – Justiça – CartaCapital

    PUBLICAÇÃO

    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    - Publicidade -



    O Supremo Tribunal Federal tem 10 votos a 0 contra a interpretação de que as Forças Armadas podem exercer um “poder moderador” no País. Desta forma, o STF entende que o artigo 142 da Constituição não permite qualquer interpretação que admita uma intervenção militar sobre os outros três Poderes.

    O último voto disponibilizado no plenário virtual foi o do ministro Kassio Nunes Marques, que acompanhou o relator da ação, ministro Luiz Fux, que votou contra a existência do exercício de um poder moderador exercido pelas Forças Armadas.

    Apresentada pelo PDT em 2020, a ação analisada pelo Supremo é referente aos limites constitucionais das Forças Armadas e sua hierarquia em relação aos outros poderes.

    Com a maioria formada, o STF determinou que o poder das Forças Armadas é limitado e não permite a intromissão no funcionamento dos Três Poderes.

    Nem mesmo em eventuais conflitos entre eles a atribuição de moderação é concedida aos militares.

    Dessa forma, entende-se que as Forças Armadas não podem ser utilizadas pelo presidente da República contra o Congresso Nacional (Legislativo) ou o STF (Judiciário).

    Aliados do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) utilizaram de uma interpretação, na visão da Corte, distorcida do artigo 142 da Constituição para utilizar uma intervenção militar com o obtido de reverter o resultado das eleições de 2022.

    O julgamento ocorre até a próxima segunda-feira, dia 8 de abril. Até lá, todos os ministros devem apresentar seus votos ou ainda pedir mais tempo para analisar o caso.

    Ainda falta a manifestação do ministro Dias Toffoli sobre o tema.



    Informações Carta Capital

    MAIS RECENTES

    Espanha anuncia retirada da embaixadora da Argentina após ofensas de Milei – Mundo – CartaCapital

    O governo da Espanha anunciou que retirou a sua embaixadora da Argentina. A...

    Ainda bem que a Boeing teve desastre e não quis mais a Embraer

    Ao falar durante reunião para anúncios referentes ao setor da indústria do aço,...

    Desenrola Brasil tem prazo de adesão prorrogado por mais 60 dias – CartaCapital

    As pessoas com renda de até dois salários mínimos ou inscritas no Cadastro...

    Mais Notícias

    Espanha anuncia retirada da embaixadora da Argentina após ofensas de Milei – Mundo – CartaCapital

    O governo da Espanha anunciou que retirou a sua embaixadora da Argentina. A...

    Ainda bem que a Boeing teve desastre e não quis mais a Embraer

    Ao falar durante reunião para anúncios referentes ao setor da indústria do aço,...

    Desenrola Brasil tem prazo de adesão prorrogado por mais 60 dias – CartaCapital

    As pessoas com renda de até dois salários mínimos ou inscritas no Cadastro...