mais
    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    HomePolíticaJurista questiona decisão de Moraes contra Musk e diz haver “equívocos jurídicos”

    Jurista questiona decisão de Moraes contra Musk e diz haver “equívocos jurídicos”

    PUBLICAÇÃO

    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    - Publicidade -



    O jurista André Marsiglia, advogado constitucionalista especialista em liberdade de expressão, afirmou nesta segunda (8) ter notado “equívocos jurídicos” na decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), em abrir uma investigação contra o empresário Elon Musk, dono da rede social X (antigo Twitter), por passar por cima de medidas impostas pela Corte contra determinados perfis na plataforma.

    Marsiglia questionou a ligação que Moraes faz entre as declarações de Musk e a suposta prática de crimes por terceiros. Ele argumentou que, para caracterizar incitação ao crime, é necessário que haja uma ligação entre a fala de alguém e a ação criminosa de outro indivíduo. No caso de Musk, o advogado questionou qual fala específica teria estimulado a prática de crime.

    “A fala de Musk precisaria explicitamente incentivar a agressão de terceiros. Não vi nada nesse teor. Não me pareceu haver conexão possível entre fala dele e eventual agressão de terceiros”, afirmou em uma longa postagem na própria rede X (veja na íntegra).

    O jurista também contestou a alegação de “dolosa instrumentalização criminosa”, expressão utilizada na decisão de Moraes. Marsiglia argumentou que é difícil entender o fundamento dessa alegação e que parece haver uma suposição de que a plataforma estaria em conluio com sua direção para impactar a opinião pública contra a Corte.

    No entanto, ele ressaltou que até o momento,
    apenas Musk tem se manifestado criticamente, em seu perfil pessoal, e não há
    evidências de que a plataforma tenha sido utilizada para esse fim.

    “Dizer que suas manifestações foram criminosas
    parece ser controverso, dizer que ele usou a estrutura de sua rede para
    impulsionar sua crítica é um passo grande. Dizer, por fim, que possuía  intenção dolosa de desestabilizar a opinião
    pública, atentando contra a soberania do país é um passo e tanto, que não pode
    ser suposto, exige indícios robustos que não encontrei na decisão”, explicou.

    Segundo o jurista, a inclusão de Musk como
    investigado em um inquérito parece mais uma resposta simbólica à sociedade
    brasileira do que uma medida efetiva. Na prática, ele questionou a viabilidade
    de realizar essa investigação e sugeriu que a decisão pode ter sido uma forma
    de enviar um recado ao empresário e de responder às expectativas de parte da
    sociedade.

    “Na prática, não vejo como isso pode ser de fato realizado”, pontuou.

    Para Marsiglia, a decisão do STF parece ter tido
    como objetivo principal transmitir uma mensagem a Musk para que ele não avance
    em suas críticas e também atender às demandas de uma parte da opinião pública
    que talvez esperasse por uma ação desse tipo.

    Musk acusou Moraes de censura e prometeu reativar os perfis por considerar as medidas impostas como arbitrárias e ilegais. A decisão foi instigada a partir do recente caso conhecido como “Twitter Files Brazil”, que trouxe revelações de como a plataforma reagiu a pedidos do magistrado em 2022.

    Por conta disso, Moraes determinou neste domingo (7) a abertura de uma investigação contra Musk e a inclusão dele como investigado em outro inquérito já existente, o das milícias digitais.





    Source link

    MAIS RECENTES

    Espanha anuncia retirada da embaixadora da Argentina após ofensas de Milei – Mundo – CartaCapital

    O governo da Espanha anunciou que retirou a sua embaixadora da Argentina. A...

    Ainda bem que a Boeing teve desastre e não quis mais a Embraer

    Ao falar durante reunião para anúncios referentes ao setor da indústria do aço,...

    Desenrola Brasil tem prazo de adesão prorrogado por mais 60 dias – CartaCapital

    As pessoas com renda de até dois salários mínimos ou inscritas no Cadastro...

    Mais Notícias

    Espanha anuncia retirada da embaixadora da Argentina após ofensas de Milei – Mundo – CartaCapital

    O governo da Espanha anunciou que retirou a sua embaixadora da Argentina. A...

    Ainda bem que a Boeing teve desastre e não quis mais a Embraer

    Ao falar durante reunião para anúncios referentes ao setor da indústria do aço,...

    Desenrola Brasil tem prazo de adesão prorrogado por mais 60 dias – CartaCapital

    As pessoas com renda de até dois salários mínimos ou inscritas no Cadastro...