mais
    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    HomePolíticaSenado aprova audiência com Musk para ouvir sobre denúncias

    Senado aprova audiência com Musk para ouvir sobre denúncias

    PUBLICAÇÃO

    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    - Publicidade -


    O requerimento foi proposto pelo senador Eduardo Girão (Novo-CE) e teve a contribuição do senador Jorge Kajuru (PSB-GO)
    O requerimento foi proposto pelo senador Eduardo Girão (Novo-CE) e teve a contribuição do senador Jorge Kajuru (PSB-GO)| Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

    Nesta terça-feira (9), a Comissão de Segurança Pública (CSP) do Senado Federal aprovou um requerimento de audiência pública com a presença virtual do bilionário Elon Musk, dono do X (antigo Twitter), para que sejam esclarecidas as denúncias feitas por ele desde o fim de semana sobre a pressão de políticos e parte do judiciário brasileiro por censura a perfis da rede social não alinhados à esquerda.

    O requerimento foi proposto pelo senador Eduardo Girão (Novo-CE) e teve a contribuição do senador Jorge Kajuru (PSB-GO).

    Em outro requerimento, também aprovado pelo colegiado, Girão propôs estender o convite para a audiência aos jornalistas Sérgio Tavares e Michael Shellenberger.

    Tavares é o jornalista português que foi detido pela Polícia Federal (PF) ao desembarcar no Brasil para a cobertura da manifestação pró-Bolsonaro em fevereiro de 2024 por, segundo a PF, publicações nas redes sociais com críticas ao judiciário e ao governo brasileiro.

    O jornalista norte-americano Michael Shellenberger é o responsável, em cooperação com a Gazeta do Povo, pela divulgação dos documentos que deram ensejo ao escândalo que está sendo chamado de “Twitter Files Brazil”

    Trata-se de uma nova série de documentos internos do Twitter envolvendo as tratativas da rede social com autoridades e personalidades brasileiras revela que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), além de parlamentares e o Ministério Público, buscaram violar o Marco Civil e “direitos constitucionais” dos cidadãos brasileiros, segundo os próprios consultores jurídicos da empresa, para fazer pesca probatória e coletar dados em massa de usuários que postaram determinadas hashtags (marcações com links que identificam assuntos, como #VotoDemocráticoAuditável).

    “Vitória do Brasil e da Liberdade! Aprovamos agora requerimento na Comissão de Segurança do Senado Federal para ouvirmos oficialmente, mesmo que de forma virtual, o Sr. Elon Musk e o jornalista Michael Shellenberger sobre o escândalo dos arquivos do Twitter que revelam censura política no País”, escreveu o senador Eduardo Girão em seu perfil na rede social X.





    Source link

    MAIS RECENTES

    Inquéritos de Moraes reposicionam Cármen na liberdade de expressão

    A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), estará, nos próximos meses,...

    Pimenta diz que extrema-direita se aproveita da tragédia e nega “politização”

    O ministro Paulo Pimenta, da Secretaria Extraordinária de Apoio à Reconstrução do Rio...

    Mais Notícias

    Inquéritos de Moraes reposicionam Cármen na liberdade de expressão

    A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), estará, nos próximos meses,...

    Pimenta diz que extrema-direita se aproveita da tragédia e nega “politização”

    O ministro Paulo Pimenta, da Secretaria Extraordinária de Apoio à Reconstrução do Rio...