mais
    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    HomePolíticaDeputado propõe moção de repúdio ao governo por não condenar ataque

    Deputado propõe moção de repúdio ao governo por não condenar ataque

    PUBLICAÇÃO

    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    - Publicidade -



    Nesta segunda-feira (15), o deputado federal Rodolfo Nogueira (PL-MS) disse que apresentará uma moção de repúdio ao governo Lula por conta da decisão de não condenar claramente o ataque do Irã a Israel ocorrido neste fim de semana.

    De acordo com o parlamentar,  “o Brasil não pode se omitir quando uma nação amiga é covardemente atacada”.

    “É inadmissível que o governo brasileiro não condene os ataques iranianos diante da recente ofensiva contra Israel. Como membro do Grupo Parlamentar de Amizade Brasil-Israel, fiquei perplexo quando vi que na nota do Itamaraty não havia uma condenação ao Irã pelos ataques. O mínimo que se espera do governo é uma posição clara e firme contra essa barbaridade. O Brasil não pode se omitir quando uma nação amiga é covardemente atacada. É hora de agir com responsabilidade e condenar esses atos de agressão”, disse Nogueira em nota enviada à Gazeta do Povo. 

    No sábado (13), o Itamaraty divulgou uma nota sobre o ataque, mas não condenou formalmente os ataques iranianos.

    “O Governo brasileiro acompanha, com grave preocupação, relatos de envio de drones e mísseis do Irã em direção a Israel, deixando em alerta países vizinhos como Jordânia e Síria. Desde o início do conflito em curso na Faixa de Gaza, o Governo brasileiro vem alertando sobre o potencial destrutivo do alastramento das hostilidades à Cisjordânia e para outros países, como Líbano, Síria, Iêmen e, agora, o Irã. O Brasil apela a todas as partes envolvidas que exerçam máxima contenção e conclama a comunidade internacional a mobilizar esforços no sentido de evitar uma escalada. Em vista dos últimos acontecimentos no Oriente Médio, o Ministério das Relações Exteriores orienta os brasileiros que evitem viagens não essenciais à região, em particular a Israel, Palestina, Líbano, Síria, Jordânia, Iraque e Irã e que os nacionais que já estejam naqueles países sigam as orientações divulgadas nos sítios eletrônicos e mídias sociais das embaixadas brasileiras. O Itamaraty vem monitorando a situação dos brasileiros na região, em particular em Israel, Palestina e Líbano desde outubro passado”, diz a nota do Itamaraty.

    “O site do governo apenas diz que acompanha os ataques a Israel com ‘grave preocupação’. Absurdo um chefe de estado ser conivente com o terrorismo. O embaixador de Israel, Yonatan Gonen, está no Brasil. Quero expressar mais uma vez que estamos ao lado de Israel, conte comigo, embaixador”, escreveu o deputado em seu perfil na rede social X, neste domingo (15).





    Source link

    MAIS RECENTES

    Mais Notícias