mais
    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    HomePolíticaMauro Vieira defende nota do Itamaraty sobre ataque do Irã

    Mauro Vieira defende nota do Itamaraty sobre ataque do Irã

    PUBLICAÇÃO

    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    spot_imgspot_img
    - Publicidade -


    O presidente Lula (PT) durante posse de Mauro Vieira como Ministro de Estado das Relações Exteriores
    O presidente Lula (PT) durante posse de Mauro Vieira como Ministro de Estado das Relações Exteriores| Foto: Ricardo Stuckert/PR

    O ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, defendeu a nota emitida pelo Itamaraty sobre o ataque do Irã a Israel e disse que “o Brasil condena sempre qualquer ato de violência e conclama sempre ao entendimento entre as partes”.

    No último sábado (13), o Irã lançou mais de 300 drones mísseis contra Israel, além disso um navio de contêineres ligado a um empresário israelense foi capturado pela Guarda Revolucionária iraniana.

    Ainda no sábado à noite, o Itamaraty divulgou uma nota sobre o caso, mas não condenou formalmente os ataques iranianos.

    Desde então, o governo Lula tem sido criticado pelo tom da nota, a exemplo do que ocorreu no ano passado, quando o governo resistiu em classificar o grupo Hamas como terrorista após os ataques de outubro, quando civis israelenses desarmados, entre eles idosos, mulheres e crianças, foram assassinados pelo Hamas.

    “A nota é essa, a nota foi feita. Foi feita à noite. Ela foi feita à noite quando todo o movimento começou e nós manifestamos o temor que o assunto, o início da operação, pudesse contaminar outros países. À noite, a todo momento em que não tínhamos, claro, a extensão ou o alcance das medidas tomadas. E sempre fizemos o que fazemos, sendo um apelo para a contenção e medição das duas partes”, disse o ministro no início da tarde desta segunda-feira (15) em declaração conjunta com a chanceler da Argentina, Diana Mondino.

    No domingo (14), o embaixador do Brasil no Irã, Eduardo Gradilone, minimizou o ataque a Israel e disse que vê “clima para o fim das tensões”. De acordo com Gradilone, Israel saiu fortalecido do ataque e os mísseis não atingiram os alvos nem causaram baixas entre os israelenses por conta do sistema de defesa.



    Source link

    MAIS RECENTES

    Desenrola Brasil tem prazo de adesão prorrogado por mais 60 dias – CartaCapital

    As pessoas com renda de até dois salários mínimos ou inscritas no Cadastro...

    Após ser cassado, Deltan volta à Câmara para participar de debate sobre a Lava Jato – CartaExpressa – CartaCapital

    O ex-procurador e ex-deputado federal Deltan Dallagnol (Novo) retornará à Câmara, nesta terça-feira...

    Mais Notícias